Durante um certo período de tempo tive a experiência de cuidar de animais numa Quinta. Como está claro na Quinta além de serem criados , os animais no momento da maturidade deles, também terão de ser abatidos e este foi o momento em que eu me identifiquei com aqueles que poderiam ser os seus pensamentos, visto por nós seres humanos.
Espero que os leitores possam entender o significado de moral e bom humor!
A vossa querida amiga
Isabel

AMIGOS LEITORES SE QUEREM PODEM VISITAR OS MEUS OUTROS BLOGS. ESPERO MUITOS!

domenica 7 maggio 2017

A carta dos porquinhos


Queridos patrões:

Por favor não nos deixem outra vez sózinhos...
Vocês perguntaram: porquê?
Porquê? - porque a tomar conta da gente ficou a vossa inquilina, a Isabel, o que não nos deixou nada satisfeitos... podemos até dizer que foi mesmo um desastre!
Mas, vamos por partes...
Por uns tempos, deu-nos de comer regularmente duas vezes por dia, mais ou menos a horários decentes, mas depois?...
E' sim, senhora... depois, por causa do trabalho ela levantava-se cedo e vinha às cinco da manhã para nos trazer o pequeno-almoço, mas é claro que nós não gostamos de ser acordados assim tão cedo. Estávamos habituados a estar na cama até ao meio dia, como vocês sabem muito bem. Mas a esta nova baby-sitter parece que isso não lhe interessa.
Ora vocês compreendem que isto prejudica a nossa saúde e, pior ainda, nos faz trocar os sonos!
Para além disso, depois de nos dar a comida, nunca mais a víamos... ficávamos todo o dia numa total solidão!!!
Mas isto não acaba aqui...Quando voltava, tinha a coragem de nos vir incomodar às oito oras da noite! E para quê?
É horrível!!! Mas nós vamos contar... Pegava na mangueira e vinha a lavar a nossa casinha e voçês dirão... mas se essa senhora é asseada que mal tem? Que mal tem? Tem, tem... porque não só lava a casinha mas lava tambèm a nós! Desculpem, mas já se viu alguèm lavar os porcos? ora esta...
A proposito, é claro que não é de admirare se por aqui apareceu o virus da “Gripe Suina! Nós até por causa disto andamos sempre constipados e tomar pastiglas, e a Caixa não passa os remédios! É claro que para ela era cómodo, mas para nós? Não lhe ocorreria, que com as trocas e baldrocas dos seus horários, nós cansadinhos iamos pra cama cedo? Nem por sombras! Não se importava nada!
E, ainda por cima... sempre com as mesmas conversas que “quando estiverem bem gordinhos... que bons presuntos, que bons enchidos que boas costeletas"... e ria-se toda contente...
Mas a verdade é que nós não sabíamos porque dizia ela estas coisas... sabe-se lá o que queria dizer quando falava de presuntos e enchidos. Mas o que é que haverá aqui para encher, que dá tanta graça? Oh 'messa?
E assim, tivemos mesmo que pedir informações, por isso, como ao pé da gente mora o “Guedares” que è um cão de caça, là fomos ter com ele e assim viemos a saber o destino dos suinos, ...''vocês vêem... BARBARAMENTE ASSASSINADOS!''... disse ele... e acrescentou que até podiamos ficare satisfeitos que ás vezes nós, nem sequer chegamos a crescer muito e vimos incluídos no 'menù' dos restaurantes: “Leitão assado con batatinhas  ! “porca miseria” como dizem na Italia... a situação era perigosa...
Quando voltamos para casa , curiosos, pusemo-nos a olhar pelo buraco da fechadura e á escuta para ver se o tratamento era o mesmo que ela tinha que com o Guedares  e vimos que não era assim... ou seja, nada de conversas...de presunto, nada de costoletas... nada de enchidos e então ? Porque è que com a gente sim e com ele não? Fizemos pesquizas no Google e viemos a saber que na Cina comem carne de cachorro e tambem vimos que no Brasil fizeram  uma cançãozinha que dizia assim :♫... dà duro dà duro nessa gente roubaram o meu Lulu para fazer cachorro quente ..♫..
E' mesmo, comem cão cozidocão fritocão asssado com ou sem batatinhas, mas  aqui em Portugal sobretudo na Bairrada , comem-nos a "nós"..., mas isto são coisas que se fazem? Ora bolas!!! Então tem lá algum jeito, comerem sobretudo a nossa raça?  Não! isto não pode ficar por aqui!
Tem que se denunciare a coisa!
E assim resolvemos escrever à “ Sociedade Protectora dos Animais” porque se interesse o mais depressa possivel, porque, se continua esta matança dos porcos acabamos na lista da extinção da espécie, e ainda tem outra coisa, nas novas gerações, come se faz a dizer a alguém... “Lava-te porco? se depois á força de nos matar não sobra nenhum ? Nem tampouco uma fotografia para recordação e para a identificação de nòs mesmos? Nestas coisas è preciso pensar primeiro, o não?
Depois da conversa con o “Guedares” nós pensamos neste periodo de tempo de mudarmo-nos por segurança lá pro Oriente, mais precisamente para os lados do Marrocos não acham que fazemos bem? Ao menos ali tem respeito pela gente, não é?
Ora nós estamos um bocadinho preocupados, porque na gaiola dos pombos, faltam dois! e soubemos che a mata-los foi esta Isabel! E depois á ainda um mistéro!!! ...desapareceu da 'Quinta' um porco que nós o chamávamos o “Africano” porque  era todo pretinho que até os olhos que eram da mesma cor! Fomos lá ver na casinha dele, procuramos por todo o lado, mas nada ! e assim pensamos... será que ele foi pra ferias indo visitar os parentes que estão em Africa?
A verdade porém é che a gente não o viu fazer as malas e depois sabemos que è muito educadinho e que ir-se embora assim sem se despedir? … mas sará que.......
O MEU DEUS … OS PRESUNTOS... OS ENCHIDOS... AS COSTOLETAS!!!
Menos mal que voçês regressaram, agora estamos mais tranquilos...
Por favor queridos patrões, vão lá controlare na casa daquela assassina, porque nós sabemos que tem nove peixinhos no aquário e sabendo como é a tipa, ela é muito capaz de os fritar na frigideira


um beijão dos vossos queridos porquinhos


Brita a cabrita


                                                           Brita a cabrita

Estas era uma cabritinha que  morava na aldeia com a Heidy, a menina dos Alpes , junta com a “Linda” e os outros mais animais. Crescendo teria sido uma cabrita muito desejada pelos cabritos ali do sítio e não só, se calhar até o “Enorme Turco" o cabrito do Pedrito le teria feito a corte mas ela depois deixou a montanha e veio viver aqui na Quinta, mas deixem que vos conte...
Começamos con a descrição desta linda cabritinha...
Era de cor castanha e malhada, un foçinho muito especial que era è um amor, dentinhos brancos sempre lavados con Pepsodente e com dois lindos olhos pretinhos rodeados de uma espressão muito doce... digam lá a verdade era o não era uma graçinha? Mas infelizmente non lhe foi consentido de crescer...
Ela como vos disse veio viver aqui para a Quinta e este foi o maior erro que fez.
Morava na casinha com um pai que era bìgamo visto que, con ela moravam tambem duas mamãs, ora  esta coisa tem que se denunciare porque aqui no nosso País mais que uma sposa não pode ter e depois quem era realmente a mamã da Brita? Custa jà manter uma, vamos là a ver manter duas!!!
Com ela  vinham sempre brincar os filhos dos patrões da' Quinta', era sempre um correr pelos campos a jogar ás escondinhas, a saltar á corda, a atirar com o pião, no escorregadinho, sempre alegres, as crianças iam e vinham... que tempos felizes eram aqueles para ela... mas um dia tem sempre um dia num Verão, vim-lhe trazer o almoço e o jantar eu e ela sinceramente pensava: olha lá, que boa pessoa que ela é? mas depois Brita falando con o "Africano" o porquinho preto, vocês se lembram, não? Ele disse-lhe... olha que 'as aparençias inganam' , não è tão boa como pareçe, ela leva-nos de comer  para  nos engordare e depois... zact ...
Olha o caraças, disse a cabritinha e foi assim daquela maneira, que ela soube, que eu Isabel, inquilina da 'Quinta, era muito conheçida por os varios delitos que tenho cometido matando sem ter pena alguma e sem pensar sequer duas vezes  os galos, as galinhas, os coelhos, etc... etc,
Mas como de cabritos o porquinho não falou ela por isso atè estava descanssada ....
A propósito, ali na Quinta viviam dois borrachinhos gordinhos que eram uma maraviglia, eram muito sociáveis e faziam tambem para todos de “pombo-correio” mas um dia eu abri a gaiola e lá me fui embora com os borrachinhos na mão,  é claro que aqui nunca mais os viram por lado nenhum! todos ficaram com saúdades deles e daquele momento pra frente acabaram-se as correspondençias com as familias que estavam longe!!!
As vozes ali na Quinta correram que eu sou uma desgraçada porque matei os pombitos e que eles eram tão lindos eu tambem fiquei muito chateada porque sendo sò dois não me chegou prò almoço!
Mas voltamos á história ...
No entanto a cabritinha com estes pensamentos tão tristes planeava umas feriazitas para os lados do Tibete, tinha uns amigos por lá práticos da montanha e que tinham certos conhecimentos com uns cabritinhos muito jeitosos e que ela até era mesmo bem curiosa de conhecê-los, é verdade que são budistas mas a ela não lhe importava, era tolerante e depois na vinda pra casa finalmente visto que a tinham convidado, iria partecipare ao programa dos “Muppets Show”... quem sabe se ficaria famosa?
 Chegou o dia em que o paizinho dela chegou mais tarde em casa porque tinha ido ver o Sporting-Benfica no Estadio José Alvalade, mas como empataram, chegou a casa todo abborreçido e é claro começou a marrare com as mães da cabritinha que, chateadas deram-lhe com uma coisa na cabeça mandando-o para o hospital com os cornos partidos. Prontos, acabaram-se logo as fitas e por uns dias acabou por não chatear ninguèm, um pouco de paz, disseram as mães, e todas as duas contentes foram jogar a 'canastra' com as vizinhas do lado!
Na casinha ficou sò a Brita e visto que o pai foi fazer os curativos às  Emergençias toda contente viu chegar o seu patrãozinho... que bom pensava lá se vai jogar no campo com as crianças... mas as crianças não estavam com ele, aonde foram elas parar? a onde estão?...


Mas.... que é que estava  fazendo, o patrãozinho?? ? Porque é que lhe atou as patas? Sabe-se muito bem que assim  não pode correr!!! (a situação de repente mudou e ficou.... DRAMA'TICA... porque detràs dele apareçi eu a Isabel e sabe-se bem que sózinha eu  não conseguia fazer o assunto..
.
Lembro-me que a Brita me perguntou porque è que eu tinha na cintura qualquer coisa que brilhava ao sol e que atè  pareçia uma moedinha, só que era mais cumprida... ah sim, disse depois ollhando melhor eu entendo, è uma FACA, mas voçês umanos não a utilizam para descascare a fruta? Claro disse-lhe eu mas não sò para isso!
E assim .... Zact....

 ( ...estes foram os seus ultimos pensamentos... mas o que è este vermelho que està escorrendo aqui no chão, atè parece o vinho tinto do Alentejo ... que escuridão è esta ..... mas....mas.... Adeus sonhos de gloria de participar a uma pequena parte do 'Muppets Schow', adeus à excursão no Tibete e aos cabritinhos tibetanos, adeus ao “Enorme Turco” da Heidy...adeus....adeus... 

SOCORRO...AIUDO...HELP...dizia....


... Por motivos óbvios a história termina aqui!!!



Queridos leitores, não levem a mal mas voçês sabem muito bem que eu não sou uma boa rolha! Ih..ih

.






Quina o caracol


Eu sou um caracol hermafrodita e por isso tenho dois sexos, mas eu prefiro identificarme com aquele feminile e moro aqui na 'Quinta. Ora eu, como vocês sabem, até nem preciso de casa porque eu levo-a às costas e isto é claro faz-me poupar um dinheirão do momento que não pago o aluguer e nem sequer tambem pago os impostos ao Estados.
Eu não percebo porque é que  a patrõa da 'Quinta' anda chateada comigo porque eu como-lhe a alface, mas o qué isto? Ela pensa que eu vivo do ar, è? Uma pessoa quando trabalha até tem direito a comer não é verdade? Eu sou uma atriz de cinema, e até trabalho muito...
Uma atriz de cinema? perguntam voçês?
Sim, senhor! Até muito conhecida mundialmente. Mas quem é que pensavam que estava ali no prato da Julia Roberts na cena do restaurante? Sim, no filme de "Pretty womam"? Eu, naturalmente! nesta cena até me chatei com ela, no copião estava escrito que eu me deveria fazer ver ... Em vez o que é que ela tava pra fazer? Estava pra me comer! Ora essa? É claro que fugi das mãos dela e fui parar nas mãos do empregado de mesa e voltei para casa! Eu com esta coisa me aborreci muito e denunciei-a por tentado "caracolicídio" e tambem porque disse que eu era feia, que depois eu até feia não sou foi pela minha beleza que eu fui contratada para aquele filme oh meça! !
Mas com certeza que perdeu a causa! E com tanto de remuneração por os danos causados! Eu acho que até se foi queixar com o seu pretendente naquele filme un certo Richard Gere , mas a mim que me importa, só faltava esta, que me comesse e me danificassi a imagem!!!
Mas não sò foi para este  film che me chamaram, algum tempo depois, fui convocada para um outro o  "Trinity.. ainda è o meu nome ", o meu papel era aquele de estar inscrita no menú do restaurante (gostaria saber porque me dão sempre estes papeis?)  inclusa com os Rins, Miss "Carne à Madeleine" e os "Cogumelos Salteados". Mas è claro che eu não açeitei , então eu  iria là parar num menù arriscando de ser comida! Certamente  não por os  atores principais che eram Bud Spencer e Terence Will  porque eles  não gostavam de caracois, tinham preferências pela sopa de Feijão com Macarrão!  mas sabe-se là pelos outros attores que faziam parte da troupe....Deus me livre!
Mais tarde tambem me foi oferecido um papel no filme ''O Rei Leão 3'', mas aqui  eu recusei por uma razão muito óbvia, os dois o javali e o suricate  Timão e Pumba estavam competindo para ver quem comia mais caracóis!. Pelo amor de Deus!!! Eu até acho que se deveria ensinare aquele leãozinho que até prova em contrário os da sua espécie comem diferentemente! Só porque eu sou uma jovem  muito por bens , que não lhes dou dois pontapés no traseiro! Per la miséria!!!
Como vêm eu sou muito famosa!
E assim como vos disse voltei para casa para descansar, e quem é que havia de estar alí no quintal a roubar-me a alface?
A “Isca” sim... mesmo ela, a minhoca do Minho! Ora esta! mas não tem lá o seu campo pra comer, que tem que vir aqui comer aquilo que é meu? Mas esta minhoca aqui no quintal não sabe que se quer comer esiste uma instituição oficial que dá comer de graça? pois que vá lá almoçar e jantar e deixe o meu quintal em paz se não um dia chateio-me e dou-lhe com um repolho na cabeça... com caixote e tudo! E' claro que fui chamar a polícia e corri com ela pra fora do meu quintal! Ah...uma pessoa não pode estar longe de casa que tem logo chatiçes, a prossima vez meto as trancas à porta! Hoje não se pode confiar em ninguem! E depois a passear sempre nua... mas não sabe que esistem as cuequinhas para se tapar ? (ouvi dizer que de vez em quando vai ao Algarve pra praia dos nudistas!) Che vergonha!!! Que mundo este!
Mas, esta coisa de comer às custas do vizinho não é nova, porque aqui na 'Quinta' há tambem no aquário um, que é um calaçeirão o "Peixe-limpeza" e que não faz nenhum,  e come às custas do "Frito"o outro peixinho!
Mas mudamos de assunto,ora eu recebi um e.mail da minha amiga "Lola" o caracol que está a uns quilometros daqui (mora na Praia) dizendo-me-me que esta Isabel a inquilina que está aqui na 'Quinta' de Mira...COME CARACOIS! CHE ORRORE!!! mas eu digo... não lhe chega os frangos, as galinhas e os pombos que tem de comer a gente tambem? E' claro que eu puz-me alerta !
E assim vim a saber que ela foi lá no campo dela, encheu um balde da nossa raça e deixou-os mergulhados dentro da farinha por toda a noite.Voçês imaginam o suplício? Toda a noite estes desgraçados a cuspir a mais não posso com as orelhas, o naris e a boca tapada, pobrezinhos!!! algums conseguiram escapar o foram parar ao hospital com os pulmões 'atuchados' que até os medicos do “Serviço de Urgênçias” tiveram que fazer a respiração boca a boca para os poder salvar, os outros com menos sorte lá ficaram no balde e no dia seguinte o que é que fez esta tipa? fez-lhe três banhos para lavá-los! TRÊS!!!..litros e litros de água... a propósito que se no Verão faltar a água lá para aqueles lados da Praia de Mira já sabem de quem é a culpa... mas isto não acaba aqui... depois de lavados... Crueldade das crueldades... meteu-os todos num tacho com oregos e assim lá foram cozinhados!
E' claro que as vitimas no tacho com o calor esconderam-me dentro das casitas deles e assim morreram de uma maneira muito triste e terrível, sem caixão nem nada!!!
Depois de cozidos, esta “caracolissida” usa un alfinete ou um palito e tira-os cà pra fora, e enfiando-os pela garganta abaixo!!! (mas que importa ? tanto coitaditos já estavam sem vida, isto entre nós até são cenas de filmes de Orrore..!!!
A este punto é claro que eu como nas outras historias primeiro que acabe a nossa raça tenho que escrever uma carta de reclamação ás autoridades competentes e assim eis-me com "papel caneta, mas sem fantasia" a pedir a esta Sociedade que protege os animais  que tome conta deste massacre.
Mas vocês dirão mas só por um balde de caracois? não! não é só por um balde, é que pesquizando eu vim a saber que por tudo o que é sitio, aqui em Portugal nas Tascas dão de comer “ pratinhos com caracois” com os palitos de graça (os alfinetes como é proibido trazem-os de casa...)
Mas se as coisas continuam assim como eu dizia antes, daqui a pouco acaba a nossa espécie! Ora eu se pudesse até dava com os pratinhos (sem os caracois é claro) na moleirinha destes portugueses!... E em quanto aos alfinetes eu lhes direi onde eu lhe havia de infiar!!!
Mas pesquizando, pesquizando... não é só cá para estes lados, em França tambem nos comem e chamam-nos os “escargot”,  na Espanha a mesma coisa (eu sei porque a Amália, numa canção cantou ♫ ...♫ ai um dia fui a Espanha... comi lá com os espanhóis... toucinho assado no espeto no molho dos...Caracois♫.♫..
E' claro que eu ando muito chateada por causa desta coisa, vêm como eu tenho razão? Sabe-se lá quantos caracois por este mundo fora veem comidos....não digo milhões mas billiardos e que se continuar é claro que tambem a gente apartencerá a lista de estinção!
Enfim nunca se pode viver tranquila!
Agora tenho que vos deixar porque vejo ali ao longe aquela safada da “Isca” a minhoca do Minho que como é costume quando me vê distraída vem-me roubar no quintal.

...”está là?...esta lá?...é da políçia? ora façam-me o favor de vir imediatamente que eu não sei se chego em tempo... tá alí no meu quintal a minhoca que.........

Ah... minhoca dum caraças que não penses que lá porque levo tempo a chegar não eu vou aí e ...prego-te um murro no focinho... digo-te eu... se vens almoçar ás minhas custas....


... che chatiçe...mas porque é que não volta la para o Minho pra Braga e olha na naquele canudo de quem tanto falam...?

Isca a minhoca do Minho

Pois cá estou eu... esperem um bocadinho que subo pra cima!
Eu chamo-me prós amigos a 'Isca' devido às minhas praticas esportivas, mas disto falamos mais tarde!
Por agora dizemos a verdade estou um bocadinho cansada, porque pra chegar aqui em Mira, tive que escavar uma galeria de muitos quilómetros o que me deixou sem forças, não é uma bricadeira do Minho até aqui!
Bom, tiro esta poeira de cima de mim, pois como vocês sabem eu moro por baixo da terra ... ( a propósito eu não percebo porque é que a vocês umanos esta coisa de vir cá pra baixo não gostam ...Tá-se tão bem aqui!
Ah, vocês dizem que não?
Então vou- vos dizer... pois não sabem que a terra é macia e quando chove cria-se uma lamaçeiro e que até faz muito bem a artrite? Ora como como vocês tão aí em cima, se se querem curare, têm que ir fazer as terapias de 'lama termais' e é claro que isso até custa! A mim vem de graça... pois não é um luxo?
Um outro luxo é que nem sequer preciso de ir a ourivesaria pra comprar aneis... porque eu já nasci com eles, tudo poupado! Vêm como eu tenho razão?
Ora eu sou uma minhoca que contribuo á ecologia mundial e tendo uma alimentação muito rica e completa alimentado-me de tudo o que chega aqui embaixo, até podemos dizer que o nosso, é um trabalho que nem sequer vem pagado...e estando as coisas assim, é claro que fazemos um favor ao País, não acham? E depois, já pensaram o que é que aconteceria se o lixo ficasse cá fora? Por isto mesmo quero muito respeitinho... ok?
Ora eu tou um bocadinho preocupada porque segundo as estatisticas parece que a vida das pessoas aumentou, e eu por causa disto, ultimamente tenho tido falta das proteínas, o que me obriga a ir almoçar fora ao jardim onde tà a “ Quina” o Caracol, ora como não ha carne no jardim dela é claro anda chateada comigo porque lhe roubo a alface, mas que eu heide fazer,vou morrer de fome? O meça!!! Mas não só esta que anda lixado comigo, mas tambem tem para aí alguns Estilistas de Alta Costura como o João António Tenente, uma Fátima Lopes e uns estrangeiros, Dior, Coco Chanel e Yves Saint Laurent, que como vos dizia estão abborrecidos porque eu não me visto, mas eu digo e se eu gosto de passear nu? Não é verdade que naquele jardim do Éden, andavam nùs tambem? E então? Cada um tem os seus gostos...que diabo!!! Já tem tanta gente pra aí que gosta de andar vestida por eles como por esemplo o Paulo Cássio o Nuno Gama e outros mais, ora a mim me deixem em paz e sem roupas tá claro? Eu quase, quase escrevo uma carta de reclamação á 'Fashion' ao Paulo Ribeiro! E que não me façam chatear muito, tanto vocês irão ver que alguns destes Estilistas mais tarde o mais cedo ficarão velhos, pois não é?... E eu cá estarei embaixo à espera deles ...e não digam que sou macabro, sou um ECOLOGISTA e um TRADICIONALISTA!!!
Ora visto que estamos no assunto, pois então o que é que eu heide dizer daqueles que em certos sítios cremam tudo? Não são por acaso piores que eu? nem sequer deixam um ossinho. Mas tem lá algum jeito cremar cada coisa e não deixar nada pra ninguem? Certas ideias vêem as pessoas, não é?
Eu só tenho pena dos meus amigos que moram por lá, porque coitados até nem podem fazer a 'greve' da fome porque neste caso de fome até já passam muita!
Ora como voçês podem calcular eu por motivos de segurança moro a 500 metros do galinheiro. Tambem tá pra alí um certo galo o 'Papo Seco", que anda sempre atraz de mim pra me comer... como se eu tivesse matado alguem, nen sequer se fosse ele o tenente Columbo!!! ... che chatiçe uma 'pessoa'  não poder morare onde quer! E' sim senhor, nunca se consegue viver tranquilo, e depois eu atè tou chateada com ele porque no dia do seu casamento enfeitou o bolo por cima com minhocas desegnadas de varias cores, disse este safado, que assim lhe abria o apetite... eu vez de abri-lhe o apetite abria-lhe a cabeça com um martelo, mas como tenho bom coração, devo-me corrigir tenho 7 bons corações assim lá se safa!
Mas mudamos de assunto...
Ora como se sabe tambem das outras historias, viver aqui na 'quinta é perigoso por causa da inquilina  que não só mata, mas tambem come a criação.
Mas dizemos cá pra nós, que eu até estou descansada, porque vim a saber que esta Isabel não come e não gosta de minhocas, acho mesmo que tem impressão da gente no passado aconteceu uma coisa com ela que até eu vos-vou contar:
A Katy, que é a filha dela é uma garota que gosta da pesca à linha e assim resolveu ir pescar de manhã cedo e assim o que é que fez a menina ? Pôs no frigorifico a lata con nós lá dentro para o dia seguinte nos levar consigo. E' claro dentro do frigorifero a alimentação não faltava, assim resolvemos todas fazer uma volta de perlustração (coisa normalissima!!!) o pior é que ela, a Isabel, de manhã foi buscar o leite pró pequeno almoço e nós estavamos espalhados por tudo o que era sitio não vos digo,  por um pouco apanhava um infarto (não que esta coisa não tivesse feito prazer aos animais da “Quinta”), mas claro deu-lhe sò un xelique e a coisa passou, o pior foi pra filha que teve que limpar tudo coitadinha e depois desinfetare (como se nós tivessemos a sarna!)
De todas as maneira esta Katy para mim é muito simpatica porque de vez em quando nos leva pró mare e outras vezes pró lago e vocês dirão e com as trutas como te desemrascas?
Fácile, a nossa amiga quando pesca a truta tira-nos da boca dela e deita-a outra vez no lago, e assim... fora da boca daquele feio peixão. Sò uma feridinha por causa do gancho mas poê-se um pensinho, mas nada de particolare e...Iaoooooooooo!!! começa-se outra vez, cà estou pronta para outra. E' claro que eu gosto muito destes que praticam a pesca esportiva é gente muito porreirina!!!
Bom, agora vou vos deixar porque ouvi falar que lá prós lados do Algarve tem uma praias de nudistas e é claro que eu vou pra lá passar umas ferias, menos mal que de vez em quando encontro quem a pensa como eu!
Ao fim e ao cabo é o não é Portugal um País livre?
Desculpem, mas faço mal a perguntar a alguem, se tem algum cimetério pelo caminho para descansar? ... é só ali que encontro paz, sossego... e comida!

No fim de contas sou sempre um Necrófago,não é verdade?


Nino e Tino os pombos

Nós somos três: eu chamo-me Nino, o meu irmão Tino e minha mãe Ninotina, infelizmente, quando ainda estávamos nos ovos, os nossos pais separaram-se (coisa muito comum, aos dias de hoje) e vocês sabem como é, minha mãe teve de cuidar de si mesma, e também teve de dar alguns vou-os a mais para nos alimentar.
Um dia, enquanto ela saiú para se abastecer, no campo da "Isca" a minhoca do Minho nós como é costume e como quase todos os irmãos que não se dão, andàva-mos sempre às turras. Assim engalfinhados um no outro perdemos o equilibrio e caímos do 5° andar,
( nós vivemos em cima de uma árvore sem elevador) aqui na ” Quinta”.
Aterrando... (Oh, que mal ... oi ... oi ..) eu tive uma fratura da vértebra L1, meu irmão, a ruptura do fémur (subcapital medial). Tino estava muito preocupado porque infelizmente está cheio de veias varicosas nas pernas e disseram-lhe que esta coisa até lhe podia causar a trombose da veia Safena, coitado do rapaz!
Um outro problema foi que a mãe tinha levado o telemóvel com ela e então não se podia contar com ninguém, nem mesmo com o doutor da serie médica americana do ''Serviço de Urgências'' o George Clooney, mas não tanto por ele mas por ela a sua namorada, aquela italiana bonitinha a Elisabetta Canalis  (acho que jà se deixaram, mas è a vida ) é sim, às vezes fazem-nos perder umas ocasiões ...
Mas voltando à história, gritando o mais que podia para me fazer sentir, estávamos nós ali na esperança que alguém nos viesse salvar. Não é que não nos vissem, mas fingiam de nada, uma indiferença por todo lado!!! porca miséria!
E agora, o que é que vou fazer? Do momento que não nos podiamos mover estivemos alí até às cinco da tarde abandonados à nossa sorte, e em vez de engolir a minhoca do Minho, o que estava em nossas intenções, morrendo, eramos nós que estávamos a ser arriscadas de ser comidos por ela, bolas!
Quando estávamos quase inconscientes, sentí que alguem que nos pegava, um susto! sim, un susto porque como vocês sabem aqui, quando levantam alguém do chão, este alguem faz sempre um mau fim, eu também lí as histórias da “Quinta”, aquela do galo Narciso... a da Brita a cabrita...etc...etc... mas a levantarnos foi  o patrão da “ Quinta” que vendo-nos naquele estado fez várias tentativos de reanimação: 2 ventilações e 30 compressões torácicas, depois levou-nos ao veterinário, que após a cirurgia pôs ao meu irmão uma prótese e a mim um busto, com a recomendação de estar em repouso por uns tempos. Que tristeza quando se tem um irmão que te dá problemas, tudo culpa sua!
Voltando do veterinário o patrão da Quinta nos levou para sua casa e fez-nos todos os dias a picada de calciparina para evitar o risco de complicações para a formação de coágulos de sangue ( que bom rapaz, digo eu!)
No entanto, estar em casa dele deu-me algumas preocupações: eu já sou desconfiado por mim mesmo, mas tambem porque sei que ele é um caçador.
Ora como nós, embora maltratados somos sempre aves, sabemos tambem que a nossa é uma carne deliciosa e muito apreciada pelos seres humanos, por isso muito traquilo não estava!
Mas ele movido de compaixão pelos animais, dia após dia nos deu de comer, mas nunca quis entender que a nossa mãe alimentava-nos de maneira diferente, explicando melhor: estávamos acostumados a colocar a cabeça no bico dela e ela regurgitava o nosso almoço no nosso bico, ele não, o almoço que ele comia bem o tinha conchegadinho no estômago e depois ia fazer a”siesta” para desmoir. Nunca quis que nós metessemos a cabeça na sua boca para comer, nunca regurgitou nada, para mim isto até è uma forma de egoísmo muito grave! De qualquer maneira fomos obrigados a comer com aquilo que punha nas suas mãos (estranhos os hábitos destes seres!).
Uma outra preocupação é que a cada momento tocavam  a campainha e quem estava à porta? Adivinhem? Quem é quem vive aqui? Quem é Jack, o Estripador fêmea da” Quinta”? E' claro, a Isabel, aquela que mata as galinhas e não apenas aquelas!
Digam-me podia eu, viver quieto? NÃO!
Felizmente, quando em casa não estava o patrão, estava  a mulher dele e assim bem ou mal, conseguimo-nos curar embora a Isabel tivesse posto os olhos em cima da gente, ela também sabe que a nossa carne é de primeira classe ! Vocês até podem calcular como era alta a tensão!
Esta assistência pela parte do patrão e de sua esposa foi a nossa salvação, mas ao contrário das galinhas nós podemos voar e quando estavamos sarados fugimos longe, longe de todos eles, que se crescemos muito aqui até nos fazem assados!
Com a ajuda do nosso pessoal sistema de navegação, fomos visitar nossos primos, os pombos-correio envolvidos em um campionato Portugal-Espanha.
Havia muitos concorrentes de todos os Países, mas os portugueses foram os mais rápidos porque correram a mais de 100 km. à ora e assim trouxeram a Copa para casa!.
Quando voltamos para o ninho, encontramos dois meios-irmãos, porque a nossa mãe se casou novamente, mas lembramdo-me do que tinha acontecido à idade deles, para evitar uma decepção para a nossa mamã, nós colocamos aos dois um cinto de segurança e barras de proteção na cama ... nunca se sabe!
Para terminar a história, devem saber que o instinto de caçador é sopravalso no patrão da “ Quinta” que quando nos viu voar, agora bem alimentados, procurou-nos por tudo o que era sítio até há quem diga que ainda hoje anda à nossa procura com a espingarda na mão!!!


Sim...boa noites!!!!!!!!!!!!!!

Moly a gata

                                                         

Eu chamo-me Moly e então vão dizer vocês?...
Como então? Eu até sou muito conhecida, visto que apareço no site da Katy , a minha doce e querida "patrõazinha".
Mas para aqueles que não me conheçem eu faço a minha descrição: eu sou uma gatinha esotica, mas não como aquelas que se vêm nos concursos de beleza, pomposas, cheias de si mesmo, vaidosas!
Eu sou muito simples de olhos amendoados e um par de bigodezinhos cumpridos o quanto chega para dar uma espressão linda e armoniosa. O meu manto? uma porfusão de cores que vão do amarelo queimado, cobra, castanho vermelhado e uns tons de azul camarada...
eu acho que voçês intenderam que eu moro com uma pintora, não é?
E,' sim senhora quantas vezes estive ali quietinha vendo-a misturar as cores para pintar paesagens ou outras coisas mais (o quadro que eu mais gosto é aquele de ” o massacre dos peixes” olhando-o faz- me vir um certo apetite!
Mas continuando...
A nossa vida até corria feliz e tranquila se não fosse que, como é natural em todas as familias, tem sempre uma "ovelha ranhosa" e quem é ela? Pois quem havia de ser?
A mãe da minha Katy è  a Isabel, sim, sim aquela que mata a criação ali na "Quinta" de Mira.
Eu fui pesquisare alí no "Net" e li nas suas histórias que ela não só mata, mas tambem a come!!! fiquei CHOCADA!!!!!!!! uma coisa orrível disgustante!!!!!!
Ora eu me apercebi que quando nos vem fazer visita, olha sempre para mim com "cara de poucos amigos" e então é claro que tive de tomar as minhas medidas de segurança, assim quando ela tentou de me agarrar, eu tirei fora as minhas garras e... toma lá um arranhão de cinco centimetros!!! Assim aprende a vir ao pé de mim. Ela se calhar pensa que eu não sei que quando apanhou o galo "Narciso" ela o matou, pobre galinho era tão bonito (é verdade que até era tambem um grande vaidoso, mas isto não dá razão para o ter matado, pois não é?
Ora pensem lá voçês se eu me faço abraçar dela? Eu cá penso que ela viu muitos filmes da serial televisivo "Criminal Gangs " é uma vilã! Ora eu até ando desconfiado se ela sabe distinguire os coelhos dos gatos? pois como voçês sabem anda pra aí muita gente que confunde tudo e depois é claro que nós gatinhos até vamos parar no forno com as batatinhas, bom é melhor não pensar, que até me vem uma coisa no coração!
Mas a ultima voçês nem a sabem! Teve o descaramento de se ofereçer como "baby-sitter" para mim quando a Katy vai para ferias, levar-me para a "Quinta", mas já se viu uma coisa destas? sabe se lá o que iria fazer com o meu lindo manto depois de me matar? Uma estola? um par de botinhas pró netinho que está pra chegar ? Ah estava-me  a esqueçer de dizer que esta Isabel tem outra filha a Vanessa  e agora até está à espera de bebé (menos male que é parteira, assim até o faz sózinha sem precisar de ajudas!
Mas voltamos para traz, aonde é que a gente ficou? Ah, sim, queria-me levar lá para a "Quinta", é claro que a filha lhe disse que não! è, sim, conhece-a bem.
Assim resumindo eu cá estou sózinha quando a Katy vai para ferias, tanto posso sair e entrar em casa quando quero, e ela até me comprou um descarregador automatico para me dar de comer quando não está! não é um luxo? E depois para me destrair comprou-me um monte de brinquedos, é verdade que eu tenho preferênçia pelos ratos verdadeiros, mas sobre isto nada a fazer, ela não os quer em casa, paçiençia!!!
Mas a historia não acaba aqui, um dia que eu for à "Quinta" com a minha patrõazinha, a fazer-lhe visita, voçês irão ver o que eu farei com os peixinhos amarelos do seu aquario... tem nove, o "Frito",a "Grelhada" os gêmeos "Tres barbatanas" e outros mais, será um massacre que nem as espinhas vão sobrar!

Desculpem, mas chegou a ora de ver a série dos 'Os desaparecidos' na RTP 2, sabe-se lá se encontro uma maneira de fazer desapareçer esta Isabel, nem se preocupem voçês, porque há para aí muita gente que se ela não aparecesse mais, até nem acham sequer a falta!
Agora eu como todos os animais que fazem parte das historias da  ' Quinta', exorto a Associação que protege os animais porque na Suíça  atiraram aos gatos vadios e não só eles, mas também atiram para nós que somos considerados domésticos. Oh o que é essa grosseria? Nós não estamos no 'Far West'! Pensar que na pata atè tinha um pequenino relógio comprado naquele País! Pelo amor de Deus, a partir de agora eu para saber a quantas ando olho para os quadros pintados da minha querida Katy que estão nas paredes da nossa casa e que atè são mais bonitos e mais certinhos que os suíços, assim aprendem a matar os gatinhos, ora meça!!!


Dedicado a minha filha Katy

Borbo a borboleta colorida


Pois eu sou um macho de cor amarela, preta e vermelha e pertenço ao Reino ‘Animalia’ e que como podem calcular eu até sou um lindo jovem, por junta com grau de Almirante pioneiro da aviação portuguesa.
Ora como esta coisa de ter o corpo desegnado fazia inveja a muita gente, eis por isso que muitos dos umanos decidiram de fazer as tatuagens, mas lembrem-se que esta moda nasceu comigo e por isso seria até ora que me pagassem visto que eu tenho os direitos de autor, fizi-os com o Commons. A proposito dos direitos de autor a escritora destas historias tem uma borboleta desenhada  no braço e faz de conta que não é nada com ela para não me pagar e eu cá ainda estou à espera!!!(a mim até me pareçe que ela seja um bocadinho “forreta”.
Ora eu além dos desenhos, até tenho um corpinho que faz inveja a muitos atletas e como sou um desportivo e aviador, assim todos os dias treino-me em acrobaçias aéreas que até da gosto ver-me. Não é para me gabar mas se atravessaram o mar da Europa até à América "Gago Coutinho e Sacadura Cabral” " foi comigo que aprenderam a voar, ou o que é que voces pensavam? Aqui também tem muito que se falar a propósito de pololaridade...
E' dá uns tempos que vou 'blogando' pra esquerda e pra direita no “net” e assim vim ter conhecimento com a 'Quinta' de Mira, então pensei porque não ir lá dar uma volta? Claro, com as devidas precauçôes, a primeira coisa que perguntei foi: mas ali comem as borboletas? Não, disseram-me... Ok!, então voamos até lá! Certamente esta precaução é devida aquela Isabel que mora là é que é conhecida porque não sò mata a criação, mas também a come!
Mas alguem até pode perguntar, mas porquê este interesse todo na 'Quinta' onde mora essa senhora?
Bom, eu vou-lhes contar:
No blog dela, eu vim a saber que tem uma filha que se chama Vanessa é claro que tinha que a conhecer visto que estou em idade de casamento e assim eu a vi! é muito linda com o olhinho castanho e de cor morena o meu coração até me saltou do peito! é claro que eu tenho que me fazer ao piso.
Ora agora vão dizer, mas é impossivel, vocês são imcompativeis, ela é uma menina não vôa e voçê uma borboleta!!! 
Mas o que é isso? qual impossivel qual carapuça!!! Eu fui pesquisar no “Net” e alí estava escrito "Vanessa", da familia das “Nymphalida” come eu e então? Ora está que, quando ela nasceu e saiu da crisalida na metamorfose, digam là que culpa teve a pobrezinha se não se parece comigo? Ninguem é perfeito pois não? e até o problema de voar resolve-se! hoje viajar de avião até não custa muito, tem a "Ryanair" pois não é?
Enquanto a compatibilidade eu até tenho muito para dizer. Mas voçês viram por acaso o filme do registra Steven Spielberg “Quem tramou Roger Rabbit "? Pois ele não era um coelho e ela a Jessica uma linda soubrette? e se bem me lembro eu até conheci à uns anos atrás um cãozinho que se chamava “Spainiel” e que se apaixonou por uma gatinha e então? Ora porque é que eu agora devo estar preocupado pelas imcompatibilidades? che chatiçe, sempre os outros a querer-se meter na vida de uma pessoa!
Mas mudemos de assunto e voltamos à minha Vanessa, mas voçês sabem que ela é uma parteira? Na historia do nascimento da filha do “Paposeco”o galo, ela até teve ali para ajudar a fazer nascer a “Pas Omelette”.
E' mesmo assim desde que faz a parteira a popolação aumentou e até jà chegou a 7 billiões, mas vejam là, a mãe faz morrer e a filha faz nascer... que familias estranhas andam por este mundo, pois não é?
Mas voltamos a história: ora como acontece no caso das galinhas vagabondas que não querem fazer os ovos no galinheiro do “Paposeco” tambem há pra aí muitas senhoras que não querem ter filhos e isto causa uma queda no nascimento, é claro que por causa disto a minha Vanessinha teve que ir trabalhar para outro lado e assim pôs un avental todo vermelhinho e uma capa na cabeça e foi servir como empregada de mesa num “Fast Food” muito conhecido americano, (acho que fazem parte da familia dos patos McDonald's.
(Agora se, por um lado diminuiram os nascimentos, aqui deste, no fast food começaram a aumentar o consumo de hamburguers e batatinhas fritas!
Pois é claro que eu tinha que ir ter com ela ao trabalho e assim abri as asas e là fui ter
 ( nem sequer deu por isso quando lhe pousei em cima dos ombros, sou muito levezinho e delicado), até estaria alí todo o tempo se não fosse por causa de um algarvio moreno  que me enchutou! Olha o caramba? Então isto é modinho?
Mas o que é que os meus olhos estão a ver? Então atreve-se a meter as mãos em cima da minha namorada? Ai..que eu prego-lhe com um murro no foçinho... e o que é que as minhas orelhas estão a ouvir? amorzinho, casamento pra qui... casamento pra acolà... arranjar casa, fazer enxoval... e EU?Mas o que é isto?

É não, não senhor! Olhe deixe a pequena em paz, olhe que eu meto-lhe a cabeça aonde se fritam as batatinhas... dou-lhe um pontapé nesse traseiro que o faço voar “tre metros por cima das nuvens” que até nem preciso de pedir autorização aquele escritor o Federico Moccia! Eu a este safado, dou- lhe com uma chaminé na moleirinha...
Ora esta, vejam là se eu depois destes quilometros todos voando, vou-me deixar roubar a namorada?
Vanessa....Vanessinha... minha querida não ligue pra ele olha que aqui em Mira a nossa até é uma praia muito gira, é verdade não temos rochas mas que importa? Nós até tamos incluidos nas listas da praias "limpas " e sempre Atlantico é!!!!

...vanessinha...vanessinha....


‘Dedicado a minha filha Vanessa’          

Franca Lina e Lina Franca

           


"Franca Lina" e "Lina Franca", já cá não estão na ' Quinta'!
E', sim senhor , mataram-nos! mas antes  que nos matassem, nòs não queríamos que a assassina andasse livre por isso  alem do testamento fizemos duas cópias deste documento que agora irão ler, uma enviamos', a Sociedade che protege os animais, a outra enviámos a Milly R. dos “Casos Arquivados", e assim depois das pesquisas realizadas pela Milly, agora todo o mundo veio a saber  depois da nossa morte que a cometer este o crime foi Isabel com a ajuda da sua amiga a Rosa .
Mas deixem-nos contar a nossa história:
Quando estávamos na 'Quinta', a gente durante o dia todo corría para cá e para lá alegres e grasnando sempre, sempre brincando às escondidinhas, gritando entre nós e fazendo um monte de confusão, a dona da 'Quinta' adorava- nos, vinha sempre tambem gritando atráz da gente sempre a rir-se e a divertir-se muito com nós. Tinha-mos a piscina, e andavamos sempre dentro dela a nadar, que tempo maravilhoso, até as crianças dela nadavam connosco!
Naquela época um regista alemão contactou-nos para que nòs fizessemos as stunt-girls de duas atrizes  "Amelia e Abigail Gabble " os gansos femêas dos desenhos animados “Os Aristogatos”. isto até nos daria uma fama internazional, mas não fomos em tempo aquela ruim da Rosa tinha-nos condenado à guilhotina e a Isabel foi a sua cumplice porque esecutou a sentença! Nós não tinham-mos feito nada de errado, e fomos acusadas de quizás quale delito, estávamos inocentes e fomos condenadas à morte apesar de o advogado Perry Mason tivesse feito todo o possivel para nos salvar, mas não teve nada a fazer, (nós atè o tinhamos contratado porque ele é muito famoso por ter defendido casos muito importantes!)
Ficamos muito aborrecidas com isto porque até perdemos uma oportunidade de ir à America:" miss Amelia e miss Abigail" tinha-nos prometido quando chegassemos de nos fazer  conhecer aquele ator, sim! sim! Aquele que dança com os animais, o Kevin Costner ele é muito porreirinho lembram-se do filme? "Danças com lobos".
Tudo culpa daquelas duas assassinas! 
Mas nòs pensamos serà que nos condanaram  porque ensinamos a algumas garotas como a Marylin Monroe a andar como faz a gente? Queremos dizer: com o rabinho dá-se um jeitinho pra a direita, um jeitinho para a esquerda? Voçês viram aquela cena do film " Quanto mais quente melhor" quando ela ìa pro comboio  e os olhares que davam ao rabinho dela o Jac Lemon e o Tony Curtis? E' sim ensinamos mesmo bem, excelente aluna!
Serà talvez que nos condanaram porque souberam das nossas intenções de abrir uma escola? nós até já tinha-mos decidido como chamá-la " A paso-doble de ganço''! mas nunca viemos a saber!!!
Mas voltamos para a nossa história quando, as crianças souberam que nos iam matar choraram muito, decretaram três dias de greve e se recusaram de ir para a escola, para passar o tempo naqueles dias ficaram em casa a jogar com Play Station e mãe delas a dona da Quinta, inconsolável, para passar o tempo foi fazer compras na Baixa (havia os saldos!). Eu acho que ela trouxe para casa um endredão muito quentinho com dentro plumas de “Anatidae'', mas o que é que será este Anatidae? Nós até íamos pesquizare no Google para ter informaçoês mas sinceramente, por falta de tempo não podemos fazer a pesquiza.
Vocês não sabem, mas a dona da 'Quinta' è filha da  Rosa a assassina que nos matou,  no fim de contas até não era muito ruim, mas depois juntou-se com a outra a Isabel e assim como diz o proverbio "Quem acompanha com coxo, ao terceiro dia coxeia." Tambem  soubemos que esta Isabel tem filhas duas, uma è a Katy ( a autora dos desenhos  destas historias) a outra è a Vanessa de quem se faz menção na  historia de “ Borbo a borboleta colorida” , é mesmo assim, menos mal que as raparigas não se parecem com elas senão até seria uma desgraça, duas familias arruinadas!!!

Quero que vocês saibam que há uns tempo atrás, estas duas assassinas tiveram a coragem de comer a " A Tagliatella com molho de ganço”? Viemos atè a saber que de vez em quando vão no ' Net' à procura de receitas novas para cozinhar a gente!  E não só! Barram as fatias de pão com o” patè”  feito com nosso figado!!! QUE HORROR!!! Mas   a Justiça não fez nada! Mas  que justiça é esta? É claro que matando uma de nós hoje, uma amanhã, acabamos na lista de extinção da espécie e como é justo que seja, e come vos dissemos ao principio enviamos uma carta de reclamação na Sociedade che protege os animais, mas infelizmente não tivemos tempo para saber as medidas que eles tomaram acerca disto!
Esperamos que essa carta sirva a qualquer coisa e agora passamos ao nosso ....

                                                    TESTAMENTO

Primeira: Comprar novos ganços na 'Quinta',

Segunda: Comprar outros tantos ganços e mandá-los para a Italia para o Capitólio, em Roma, como quando estavam os antigos romanos ( se não conhecem a história, vão pesquisar!)

Terça: Nada de pagamentos dos onorarios ao advogato Perry Mason porque è claro não nos salvou e então aquilo que tinha que receber vai como doação para a Sociedade protetora dos ganços

Quarta: Pagamento das viagens e investigações realizadas pela parte da Milly Rush que naturalmente descubriu as autoras do crime...

no funeral... não queremos flores mas obras de caridade


Em fé as vossas amigas


Franca Lina e Lina Franca                   

Flo e Fla os veados

                                   

Nós somos um casal de veados, eu chamo-me Flo e minha querida Fla. Vivemos no limite da “Quinta”, e de vez em quando para fazer feliz a minha esposa convidua a jantar fora e assim fomos comer a relva que estava alí nas proximidades.
Estava muito sossegado, quando de repente senti uns olhos em cima de mim, como eu sou já bastante desconfiado e como tenho um senso inato do olfato e da audição, percebi logo que nos estavam espiando e demais fofocando. Então o que é que eu fiz?
Eu me virei e vi lá de longe um par de rodinhas de vidro do fundo de duas garrafas que fixavam a gente e eu percebi que se tratava de uns “ binoculos” porque é assim che os humanos chamam aquilo, então o que é que eu pensei? - com certeza vão querer fazer-me uma entrevista visto que eu sou um parente de um ator famoso : o Cervo, o Grande Príncipe da Floresta e pai do BAMBI . Depois também pensei: de certeza vão querer saber o que é que aconteceu aos dois depois do filme ? Sim, é verdade que nos desenhos animados Bambi crescendo se casou, mas depois, como acabou tudo?
 Bom, deixem-me contar:
Vocês devem saber que o pai, após a sua viuvez, uma vez que o Bambi estava “arrumado”, para pagar umas continhas atrazadas fez-se fotografar ao lado da “ Diana de Versailles”, mas como depois o obrigavam a estar oras e oras sempre na mesma posição deixou o emprego e com o dinheirito que ganhou comprou um bilhete de avião na” Company Air Line” e foi tirar umas férias na Italia, lá para os lados dos Abruzzos, che se sitúa na parte centro - oriental da Italia peninsular. Como alí tinha un cenário dolomítico cheio de agulhas e ladeiras verticais que incluém o “Grande Corno” e como ele também tinha umas galhadas em cima da cabeça que até pareciam cornos achou bom seria ir para alí fazer umas fériazinhas, mas tambem dizemos a verdade, ele soube de uma certa cerva que tinha conhecido atravéz do Facebook e que tinha caído num canal que pertencia ao servizio electrico italiano. Para a poderem salvar, acudiram os do corpo nacionale de bombeiros lá do sítio e conseguiram tirar-la  dalí pra fora. A cerva, claro ficou muito agradecida a eles, mas depois do susto e após ficou livre, pirou-se em quatro e quatro oito!
Ora como a cerva era uma magnifico esemplar e muito vaidosa ( o que é natural em todas as fêmeas) em vez de se esconder, andava a fazer -se ver por toda a floresta para ser notada e assim o Cervo o Grande Principe da Floresta viu-a e em vez de voltar para os estudios cinamatográficos americanos depois das ferias não, continuou atráz dela! O problema é que ele também não se preocupou de se esconder e assim como a Italia é um País de caçadores acabaram por ser caçados e cozinhados em “ vinha de alhos”.
Enquanto ao filho, o Bambi, ele não, teve mais juizo ficou sempre nos Estados Unidos com a sua cervazinha e de vez em quando vai dar uns passeios com a sua familia na Florida no parque de divertimentos da Disney, e assim acabou a historia, pronto!
Então gostaram de como acabaram os desenhos animados, para além do avô é claro, que para ir” atraz de sais” nem sequer veio a conhecer os netos?
Ok, então vamos pra frente...
Ora visto que falamos antes sobre os bombeiros eu quero fazer uma reclamação e escrever ao 'site' deles porque aqui continuam a exterminar-me os filhotes. Ah... voçês perguntam como isso pode acontecer? Ah, sim? Então eu vou-vos dizer : Todos os anos, quando a relva está muito alta, os agricoltores nem sequer reparam que cortando-a, cortam também os nossos filhotes que, coitadinhos estão escondidos, e pensar que eles até são maiores que as formigas, mas mesmo assim não os vêm e assim matamos um hoje, matamos um amanhã daqui a pouco acaba-se com a espécie!!! E' não! não senhor!!! e depois dizemos também que nós não somos como os coelhos que estão sempre lá a produzir seis de cada vez, apenas chegamos a fazer dois por ano, por isso é preciso ter mais cuidado, caramba!
Como se não bastasse, também nos matam  e somos adultos com os carros quando estamos atraversando a  estrada. Mas voçês não foram à escola de condução, voçês não sabem que os triângulos com as nossas fotografias querem dizer que nos devem respeitar e que há um limite de velocidade? CUIDADINHO...OLHEM QUE VOS DOU UMA 'GALHADA' QUE VOS MANDO AO HOSPITAL COM A CABEҪA PARTIDA! eu vou-vos mostrar como é que se aprende a reconhecer os sinais ...
Nós nas aldeias  ao fim de evitar problemas, quando estamos para atraversar a estrada passamos nas passadeiras, sabem as “ zebras”, CHE NÃO SẪO OS MAMIFEROS DA ORDEM DOS “PERISSODACTILA”, mas são as riscas que estão no chão no asfalto pretas e brancas ( digo isto para quem é burro!) mas é claro como vos disse que alí também nós nem sequer temos tempo para olhar para a direita ou para a esquerda que... TRAC! e assim lá vai mais um!!!
Mas voçês sabem que lá para os lados da capital até têm mais consideração por a gente, os carros param para nos fazer passar assim que nos vêm nas passadeiras. E para vossa informação até há cidades no estrangeiro que poêm luzinhas no chão intermitentes para as fazer verem bem e fizeram isto de propósito para aqueles che são curtos de vista. Portanto, poucas desculpas, é !!! ? Eu quase quase, quase até vou fazer queixa ao Ministro dos Trasportes, o que voçês acham?
Mas vamos indo com a minha história, em que ponto é que estávamos? Ah sim ... nós estávamos a ser  observados com uns binóculos e eu notei uma mulher e como as notícias vôam e eu fui avisado pelos pombos-correio do que acontece lá naquela 'Quinta', reconheci logo aquela famosa Isabel que mata a criação e que chegou até a matar a “ Brita” a cabritinha e imediatamente pensei: se ela me descobre não pensa duas vezes a fazer-me o mesmo! E' preciso ter atenção! Mas vocês vão dizer, mas você é maior! ah sim, voçês achão que isso lhe vai importar? Eu acho che não! os tamanhos, não lhe importam: ela antes vestia uma S e agora veste uma L e não lhe importa, por isso?
Eu vi que ao lado desta tipa estava um homem que em vez da maquina fotografica tinha uma espingarda, era  o dono da 'Quinta'. Eu o reconheci porque gira em torno do bosque com os amigos, (é um caçador), mas eu pessoalmente não gosto dele e sempre que o encontro eu me afasto, não quero fazer amizades com esta pessoa e depois eu até já conheço muita gente!!!
Afastando-se de mim un bocadinho Fla, a minha querida, eu vi que iria correr perigo, disse-lhe imediatamente de voltar para casa pros nossos filhotes ( temos dois) e assim que ela se foi embora eu tambem fugi logo porque é melhor esconder-se. E' claro que eu não lhe fui dizer nada  (vocês sabem, o orgulho masculino, tenho sempre que me fazer forte e não levantar suspeitas mas verdade é que tremia todo mas como eu não sou parvo, fui à farmácia e comprei um calmante e assim depois que começou a fazer efeito fui para casa a correr e a contar COMO E' QUE EU COMBATÍ COM ELES.

Mas a propósito desta Isabel e do patrão dalì, se têm mesmo vontade de costoletas no churrasco podem-as sempre fazer com os porquinhos que estão na 'Quinta' pois não é?

Lau a lebre

Eu sou Lau e pertenço à família das Leporidaie , desculpem se estou um pouco sem fôlego, mas acabei de participare ao “Tour de France” de ciclismo e assim depois deste grandissimo esforço, vim descansar aqui na 'Quinta' ao pé da minha amiga Isabel.
E vocês come é de costume fazem-me sempre as perguntas e vão querer saber: “ O que é que tem a aver esta desgrada que mata os frangos e as galinhas com o ciclismo? E como é de costume aqui estou eu como sempre a darvos as esplicaçoẽs: pois voçẽs não sabem, mas ela até é filha de um ciclista que se chamava Ladislau Parreira e que correu algumas vezes na Volta a Portugal dos 1935 atè 1945, é mesmo, dez anos de professionalidade, não è pouco, não senhor, e não vos digo uma mentira, porque há decumentação e até està aqui a fotografia! E' verdade que não era internazionalizzado e que correu sempre aqui em Portugal, mas há importança se uma pessoa corre aqui o acolà? Não é verdade que todas as estradas vão ter a Paris? É claro que naquela altura não se tinha dinheiro para fazer viagens e nem sequer tampouco para fazer cantar un cego! Mas vocês sabem como è que molhavam estes corredores? Sim, sim... com regadores, não com garrafinhas de água mineral, aqui tambem està a fotografia! Ora é claro mudaram os tempos e agora até temos os euros e por isso vai-se correr para alí, vai-se correr para acolá e vai-se por tudo aquilo que è sítio e assim eu atè vim a saber que  um ciclista italiano o Rinaldo Nocentini veio correr aqui no nosso País.
 Mas eu digo: será que ele soube que quando estava aqui ao pé do Atlantico as santolas e as lagostas custavam menos que em Italia? Esperemos que se tenha sforrado e enchido o “papo” com os nossos mariscos, ou sabe se là com um “Bacalhau à Gomes de Sà” ou un franginho no churasco?
Mas voçês sabem que eu até corri com ele no Tour de França? E' sim! É mesmo verdade! e que grande figura que eu fiz! ia a 50Km à ora! Bem, até puz a camisola amarela, mas depois de uma disputa com o público que não conseguia parar de assobiar, tive que tirá-la e dar-lhe aquele italiano que chatiçe!! Eu acho que a cor era muito bonita e até me estava muito bem, eu até já estava pronto para fazer a foto com a Copa na mão e com duas lebrezinhas bem jeitosas, mas infelizmente e de maneira nenhuma, a pude fazer!e tudo isto porquê? sò tava com 3 oras de atrazo, parei un bocadinho numa tasca para comer qualquer coisita mas pelo amor de Deus pirei-me logo, o prato do dia era 'Lebre à caçadora’ e assim fui ao vegetariano comer uma alface! E' claro que quando voltei para correr ele jà estava a minha frente e assim meteu ele a camisola amarela, uma raiva e nem  a despiu por bem oito dias ...EGOISTA!!! Ora eu é dá uns tempos que me pergunto, porque é que será que me puseram naquele “Tour” a camisola da “Lanterna vermelha”? Bom, é melhor que eu vá pesquisare no “Net”, pois não é? Vejam là que eu até queria fazer uma surpresa à minha amiga da “ Quinta” a Isabel que gosta muito do amarelo, ela até tem em casa um aquário com os peixinhos da mesma cor!
Eu soube que infelizmente o Rinaldo ele ficou ferido no G.P. da Insubria(4), mas vocês sabem, às vezes um de nós cai e quebra um osso e por isso agora lá está em casa com a “patinha” partida... oh rapaz, lembrate da “calciparina” para evitar os problemas dos coágulos de sangue quando há ingessaduras! Olha que tambem as levou o Tino o pombo da quinta quando caiu da àrvore e quebrou os ossos!  Eu atè vim a saber que a minha amiga foi lá a Italia casa dele fazer-lhe uma visitinha porque esta coisa fez-lhe lembrar o paizinho dela que de quedas levou bastantes e de vez em quando ia parar ao hospital. Enfim, coisas da vida.
 Embora eu seja um pouquinho ciumento deste corredor italiano, eu cheguei a uma comclusão … enquanto ele estiver em casa eu posso sempre tentar de meter a camisola amarela, pois não é?
Ora eu agora é da uns tempos que tou desejando de correr com um russo o porquệ? ele é russo. E voçês dirão então o que é que isso tem haver? O que tem a haver? Muito!... pois voçês não sabem, mas quando eu adormeço russo muitissimo que até nem dou por nada!E' claro que se este quando corre se  russa quer dizer che dorme, pois não é? assim  nem sequer se vai aperceber quando eu lhe passo à frente, será desta vez que finalmente eu vou vestir a camisola amarela!!!
Por emquanto vou fazer uns treinos aqui na "Quinta" porque meti na cabeça de tirar o título da Copa do mundo ao Cadel Evans que é que vocês acham? Eu vou-lhe fazer ver se as lebres ciclistas portuguesas não são mais velozes dos cangurus ciclistas australianos!!! 














Vá ... agora deixem-me ir dormir un bocadinho porque me  CANSEI MUITO escrevendo esta COMPRIDA e complicada história...
.dedicada ao meu pai o ciclista Ladislau Parreira